Ultimamente tenho pensado bastante na tradução atual (não oficial) da Licença Pública Geral GNU (GNU GPL) para o Português Brasileiro. Para quem não sabe o que é a GNU GPL, esta é a licença que acompanha muitos dos programas de software livre e descreve exatamente os seus direitos e deveres para com o software do ponto de vista legal, ao mesmo tempo que garante proteção ao autor contra qualquer possível ação jurídica por terceiros. A tradução para qualquer idioma não é encorajada, por medo que o sentido do texto seja alterado, e qualquer tradução é considerada “não oficial”.

Minha experiência com esta licença tem sido sempre na hora de traduzir os programas do GNOME ou XFCE, e toda vez que leio a licença fico tentando interpretá-la da melhor forma possível para que minha tradução seja fiél ao sentido original… e sempre sinto que o problem todo é a própria linguagem escolhida pelos autores que redigiram a licença! Claro que entendo a necessidade de se escrever um documento legal usando o jargão apropriado. Mas do ponto de vista do consumidor, depois de ler um ou dois parágrafos, duvido que alguém continue com a leitura.

Estes dias resolvi “apelar” para o auxílio de alguém que entende de direito e sabe falar a mesma “lingua” para me ajudar com esta tarefa. A “vítima” perfeita para o meu experimento foi o José Vitor, até porque ele tinha se prontificado a ajudar com as traduções do XFCE. Com algumas instruções do que eu precisava, enviei por e-mail o arquivo contendo alguns parágrafos contendo pedaços da licença e fiquei aguardando o resultado que chegou alguns dias depois.

A princípio achei estranho que a tradução que ele me enviou era menor e… mais simples que a original!!! Veja só um exemplo:

Texto original em inglês:

THIS SOFTWARE IS PROVIDED BY THE AUTHOR “AS IS” AND ANY EXPRESS OR IMPLIED WARRANTIES, INCLUDING, BUT NOT LIMITED TO, THE IMPLIED WARRANTIES OF MERCHANTABILITY AND FITNESS FOR A PARTICULAR PURPOSE ARE DISCLAIMED. IN NO EVENT SHALL THE AUTHOR BE LIABLE FOR ANY DIRECT, INDIRECT, INCIDENTAL, SPECIAL, EXEMPLARY, OR CONSEQUENTIAL DAMAGES (INCLUDING, BUT NOT LIMITED TO, PROCUREMENT OF SUBSTITUTE GOODS OR SERVICES; LOSS OF USE, DATA, OR PROFITS; OR BUSINESS INTERRUPTION) HOWEVER CAUSED AND ON ANY THEORY OF LIABILITY, WHETHER IN CONTRACT, STRICT LIABILITY, OR TORT (INCLUDING NEGLIGENCE OR OTHERWISE) ARISING IN ANY WAY OUT OF THE USE OF THIS SOFTWARE, EVEN IF ADVISED OF THE POSSIBILITY OF SUCH DAMAGE.

Texto traduzido:

ESTE SOFTWARE É FORNECIDO PELO AUTOR NA FORMA EM QUE SE ENCONTRA, INEXISTINDO QUALQUER GARANTIA, EXPRESSA OU IMPL�CITA, QUANTO A SUA FORMA E CONTEÚDO. O AUTOR SE EXIME DE REPOR QUALQUER DADO, VALOR OU PRESTAR REPAROS POR FATO DECORRENTE DE DANO DIRETO OU INDIRETO, PROVOCADO PELA UTILIZAÇÃO DESTE SOFTWARE.

Fiquei matutando um pouco e decidi aceitar esta tradução, na minha opinião, simples e clara, do que uma tradução técnica e ao “pé da letra”!

Agora fica aqui a minha pergunta, para vocês que utilizam software livre:

Se você um dia tiver de ler esta licença, como gostariam de vê-la? Ao pé da letra ou resumida?

Comments

comments powered by Disqus