Na noite de outubro 16 de 2009 aconteceu a primeira reunião da equipe de traduções do GNOME Brasil já sobre a nova coordenação do Rodrigo Flores. Infelizmente perdi o início da reunião mas o Rodrigo fez um excelente trabalho em resumir os pontos discutidos e enviou para todos da lista de discussão. O que segue abaixo é o conteúdo deste e-mail, formatado por mim para (espero) melhor destacar os assuntos discutidos:

  1. Manter padrões:

    • Uma das coisas que as vezes falhamos é em manter os padrões. As vezes um tradutor menos experiente acaba colocando maiúsculas onde não deve e isso sai do padrão. O que podemos fazer é criar uma página no wiki com os padrões e ir discutindo eles aqui na lista. Nomes de aplicativos que podem confundir a gente coloca também coloca em tabela.

      Ex: | Eye of GNOME | Visualisador de Imagens do GNOME |

  2. Adequação a nova ortografia:

    • Inicialmente houve 3 alternativas (uma delas meio “inviável):
      • Revisar tudo manualmente (essa é a inviável)
      • Script que corrige palavras, pegando as que mais aparecem (isso deixaria só metade corrigido).
      • Rodar um corretor ortográfico (pareceu ser a mais viável).
    • Há corretores ortográficos já atualizados como o Aspell [1] e dicionários online com a nova ortografia [2]. O Vladimir também sugeriu um dicionário de papel da ABL com a nova ortografia [3].
    • Para quando faremos essa mudança ? Uma sugestão do John Wendell é termos tudo traduzido para o GNOME 3.0 (que pode ser lançado em 5 meses ou 11 meses) e anunciar isso como uma feature.
  3. Regra de crédito de autoria:

    • Decidimos que alguém só pode por seu nome no crédito de autoria se ele traduziu/arrumou o fuzzy de pelo menos 10 mensagens. Mas mesmo que se traduza menos que isso, o nome de quem traduziu vai pro Last Translator e pra mensagem de commit. Esse número pode ser discutido, mas o povo da reunião concordou com 10.
  4. String Freeze Break:

    • O John Wendell esclareceu para os presentes (inclusive para mim) o que era o String Freeze Break (e por que alguns módulos no String Freeze apareciam novas mensagens):
      • [22:36:19      ] rodrigoflores_, deixa eu explicar
      • [16 22:36:31] isso só acontece quando o programador *erra*
      • [16 22:36:56] mas por default as strings novas só aparecem *se* forem aprovadas
      • [16 22:37:17] a pessoa pede, se for aprovado, o cara faz o commit
    • Uma sugestão que ele deu, e que eu concordo é que todos assinem ai18n [4]. Lá vocês ficam sabendo o que foi aprovado e o que não foi e etc.
    • Precisamos também escrever algo no Wiki sobre isso. O Flamarion ficou encarregado disso :-).
  5. Mudança nas “regras” de promoção:

    • Sugeri adicionarmos o item “Ter traduzido algo não trivial” na regra de promoção tradutor -> revisor. Um dos objetivos pretendidos disso é tentar fazer com que tradutores já em fase de serem promovidos traduzam mais coisas não triviais. A alteração não foi aceita, e os motivos disso foram que traduzir quantidade é diferente de traduzir com qualidade e que, revisores só devem aceitar se acharem que o cara é realmente para termos a confiança de que se o cara mandou pode subir pro repositório sem dor de cabeça. Como quase todo mundo na reunião topou, fica a mudança rejeitada.
  6. Tradução via Web:

    • Uma coisa que eu pedi que todos pensássemos sempre é em como melhorar nosso processo de tradução e nossas ferramentas e uma das coisas que vem aparecendo é a tradução online. O que eu quis salientar é que, IMHO, se isso existir, sou a favor que funcione como é no DL, onde o cara reserva, só ele mexe e depois disso ele marca como pronto. Uma coisa que me contaram (John) e que eu não sabia é que já existem planos para isso ser integrado no DL. Então me dei por satisfeito.
    • Uma coisa levantada nesse tópico (e em alguns pontos do resto da reunião) é que não temos muita documentação para iniciantes. Seria legal se tivéssemos Screencasts, e mais coisa no Wiki que ajude aos novos tradutores. Talvez uma seção “Comece Aqui” já fosse bom. O Flamarion sugeriu uma reunião na qual discutiríamos somente sobre o Wiki. Sou a favor disso e por mim já podemos marcar a data :-).

Pontos extras (que eu esqueci de comentar)

  • Tradução incremental de documentações grandes:
    • Algumas documentações como o Anjuta são grandes e difíceis de serem traduzidas. Não seria bom se traduzissemos 50 ou 100 strings de cada vez e isso fosse revisado, submetido e a tradução continuasse, ao invés de se traduzir tudo e revisar tudo de uma vez? Isso deixaria o tradutor/revisor mais atencioso e podendo trabalhar aos poucos (isso obviamente pode ser feito por ele mesmo sozinho, mas acho que uma revisão externa sempre ajuda, além do que evitaria ter que corrigir erros recorrentes que estão na tradução inteira).
  • Revisão obrigatória para módulos grandes:
    • Alguns módulos grandes (anjuta e evolution) tem muitas mensagens e um erro ou outro pequeno sempre tem mais chance de aparecer independente do tradutor e da revisão que ele mesmo acaba fazendo (independente se ele é tradutor, revisor ou coordenador). O que eu proponho é que essa revisão seja obrigatória. Isso certamente vai atrasar um pouco o trabalho mas acho que vai melhorar bastante nosso processo.
  1. http://leonardof.org/2009/07/05/dicionario-para-aspell-agora-com-o-acordo-ortografico/pt/
  2. http://www.priberam.pt/DLPO/
  3. http://www.jacotei.com.br/dicionario-escolar-da-lingua-portuguesa-academia-brasileira-de-letras-letras-academia-brasileira-9788504011883.html?ordenarpor=3
  4. http://mail.gnome.org/mailman/listinfo/gnome-i18n
  5. http://mail.gnome.org/mailman/listinfo/gnome-pt_br-list

Se você tiver alguma dúvida, sugestão, bronca ou está interessado em ajudar com as traduções do GNOME (e não estou falando de traduzir para o Ubuntu ou qualquer outra distribuição), não use a seção de comentários deste blog, mas sim se cadastre na lista de discussão[5].


Comments

comments powered by Disqus