Bem, como a notícia já foi publicada, creio que eu deveria falar algumas palavras. ;)

Novembro passado eu enviei um email para a grande maioria das equipes brasileiras de tradução de software livre (incluindo Gnome, KDE, XFCE, Mozilla, OpenOffice, e o Linux Documentation Project), convidando-os para uma reunião para discutirmos sobre como poderíamos usufruir dos nossos trabalhos individuais. Muitos e-mails mais tarde, decidimos marcar 2 sessões no dia 18 para melhor acomodar os horários de todos. O log destas 2 sessões foram publicados e todos tiveram uma chance de dar seu palpite.

Desde o começo recebemos um feedback super positivo do pessoal do Gnome, com o Leonardo Fontenelle desempenhando um papel muito importante, me ajudando a entrar em contato com os outros grupos, como tambem explicando o processo utilizado pelo Gnome.

Meu plano final foi utilizar o “power house” da Equipe Brasileira de Tradução Ubuntu para providenciar ao Gnome feedback e relatórios de erros de traduções de uma forma direta! Eu queria evitar o trabalho duplicado entre as equipes, e para isso foi decidio usarmos os catálogos de traduções (.po) diretamente do upstream (originais), e tê-los revisados e aprovados pelo sistema do Bugzilla primeiro! Uma vez um catálogo fosse aprovado (e eu quero dizer completamente traduzido), a equipe do Ubuntu seria então responsável por enviá-lo de volta ao Ubuntu, usando o sistema Rosetta. O motivo destas manobras é para certificarmos que as traduções serão aceitas como finalizadas e arrumar qualquer problema que possa aparecer. Uma outra vantagem é que estas traduções estarão automaticamente disponíveis para as pessoas que já utilizam o sistema mensal de atualizações de pacotes de linguagem do Ubuntu. Se eu entendo corretamente, o Ubuntu utiliza as traduções vindas do upstream, mas as mesmas são marcadas como sugestões, e cabe à nossa equipe aprová-las manualmente! Quem sabe alguém do Rosetta possa nos dar mais informções sobre isso?

Outra decisão foi a de usarmos um vocabulário comum e os mesmos padrões. Decidimos utilizar o vocabulário atual do Linux Documentation Project Brasil (LDP-BR), e adicionar nossos próprios vocabulários à ele. Por enquanto, isto tem provado ser bastante útil para todos, mas ainda precisamos de mais involvimento do pessoal do LDP-BR.

Até agora eu coloquei somente 4-5 pessas para trabalhar neste projeto, para dar uma chance para que as pessoas possam aprender o novo processo, e também para dar uma chance ao pessoal do Gnome se preparar para a avalanche de traduções que estaremos enviando! ;) Obviamente, como ainda não temos o mesmo tipo de envolvimento das outras equipes (galera do KDE/XFCE/Mozilla/OpenOffice!!! Onde estão???), ainda precisamos de pessoas para cuidarem dos outros programas.

Fico feliz em relatar que como nosso primeiro objetivo para 2007, queremos entregar todos os programas do ambiente de trabalho (lista completa) completamente traduzidos até a segunda semana de fevereiro, a tempo para o lançamento do Gnome 2.18!!! Depois, vamos dar uma acelerada , quando vou propor que trabalhemos duro para entregar o Gnome (e não somente os programas da área de trabalho) completamente traduzido até o final de 2007!

Espero que este post atraia mais voluntários e outras equipes de tradução, quando todos poderão então adotar esta enorme tarefa de tornar a experiência de software livre brasileira mais agradavel para todos!


Comments

comments powered by Disqus