O título deste artigo foi “cunhado” por meu amigo Cássio Martini, e é relacionado ao ato de iniciar a fazer traduções do Ubuntu linux pelo sistema Rosetta. Nos últimos 3 dias as equipes de tradução e documentação do Ubuntu Brasil efetuaram uma série de aulas online no canal #ubuntu-br-tradutores, ensinando os passos e métodos envolvidos no processo de tradução e participação na equipe. Hoje ànoite teremos a conclusão desta série, com o Cássio Martini e eu explicando, ao vivo, como participar das traduções.

Ao longo deste artigo, é assumido que o leitor já tenha se inscrito na lista de discussão, criado sua chave do GnuPG, assinado o Código de Conduta, e se registrado no sistema do Launchpad. Todos voluntários iniciando no processo de tradução são encorajados a ler este documento, que contém uma breve descrição dos sistemas que iremos usar, assim como algumas dicas úteis na hora de traduzir.

O primeiro passa seria você visitar a nossa página de programas a serem traduzidos, mantida em ordem e atualizadas todos os dias por meu amigo André Noel. Esta é a página mais importante para um membro da equipe oficial, que além de efetuar suas próprias traduções, deve também fazer revisões das sugestões enviadas por nossos voluntários. A diferença entre um voluntário e um membro oficial, além das responsabilidades já mencionadas, é que qualquer sugestão de tradução feita por um membro oficial é imediatamente aceita pelo sistema do Rosetta, enquanto que as sugestões de um voluntário ficam pendentes, e só mudam de status quando um membro faz a revisão do pacote (programa) em questão. As sugestões podem ser aceitas, rejeitadas, ou marcadas como duvidosa pelo revisor para uma futura revisão por outro membro. Mais detalhes sobre este procedimento serão explicado brevemente.

image0

Como a página acima faz parte de um sistema wiki, qualquer pessoa pode modificá-la, desde que esteja registrado no wiki apropriado. O motivo desta página é manter uma lista de todos os pacotes que ainda precisam ser traduzidos, e os nomes dos voluntários e revisores responsáveis pelos mesmos. Como o sistema do Rosetta não possui um sistema de notificação para alertar os membros da equipe sobre novas sugestões ou modificações feitas nas traduções, este é o nosso método “caseiro” de organizar o nosso progresso. O procedimento é o seguinte:

  1. O indivíduo interessado em traduzir um pacote (programa) modifica esta página, adicionando o seu nome de registro do wiki na coluna Tradutor. Assumindo que o usuário Barnabé se registrou no wiki como Barnabe (sem acento mesmo) e está interessado em traduzir o pacote atlantik, ele adicionaria o nome Barnabe na coluna Tradutor.
  2. O próximo passo seria adicionar o nome de um dos membros oficiais na coluna Revisor. No nosso caso, o usuário Barnabé adicionaria o nome do membro DonaBenta na coluna Revisor.
  3. Agora, salve a página e pronto.

Como todo membro oficial tem a obrigação de visitar esta página todos os dias para ver se existem pacotes a serem revisados, você não precisa fazer mais nada, a não ser iniciar a tradução. Mas como todos somos voluntários e muitas vezes não podemos participar tanto quanto gostaríamos devido à problemas pessoais, seria recomendável contactar o membro que você deseja adicionar como revisor para evitar qualquer atraso no processo. A lista oficial da nossa equipe pode ser vista abaixo, e recomendo que visite a página da equipe oficial oficial para obter o email do membro em questão.

image1

Agora já podemos iniciar as traduções! Primeiro, conecte na página do Launchpad e clique no link de login:

image2

Preencha os campos apropriados com seu nome e senha de login. Note que esta página pode também ser usada para se registrar pela primeira vez:

image3

Depois de conectado, você pode navegar até a página que contém todos os pacotes (programas) do Ubuntu sendo atualmente traduzidos pela equipe brasileira.

image4

Neste exemplo, vamos assumir que o usuário Barnabé escolheu o pacote textinfo para traduzir:

image5

Como pode ser visto no screenshot abaixo, a interface possui (além de outras coisas) as mensagens escritas em inglês e um campo de texto abaixo onde você poderá digitar sua sugestão. No caso das mensagens (abaixo) 1 e 2, podemos ver que as mesmas já foram traduzidas. Mas vamos assumir que o usuário Barnabé não concorda com a tradução da palavra “character”, e deseja de alguma forma modificá-la para “caractere” e não “caracter.” Tudo que Barnabé deve fazer é sobrescrever a mensagem que está no campo de texto, adicionando sua sugestão. O sistema do Rosetta saberá diferenciar entre a sugestão de um voluntário e um membro oficial. Como Barnabé é um voluntário, sua sugestão será armazenada e exibida como uma sugestão na próxima vez que algum membro revisar o pacote. Não se preoculpe com a mensagem inicial que continha a palavra “caracter.” Rosetta manterá a versão oficial até que um membro a modifique diretamente. image6

O Rosetta possui um modo de filtragem que permite a um tradutor escolher que somente mensagens sem traduções (untranslated), que precisam de revisão (need revision), traduzidas (translated), ou todas sejam mostradas. Para aplicar um filtro, faça sua seleção na caixa desdobrável e clique no botão Filter. A opção “Someone should review this translation” atualmente só pode ser usada por membros oficiais e infelizmente a única forma de um voluntário notificar um membro oficial sobre algo duvidoso seria via email.

image7

Assumindo que nosso amigo Barnabé escolheu o filtro “untranslated”, ele teria então as mensagens exibidas no screenshot acima. É muito importante notar que você não precisa traduzir todas as mensagens em ordem! Recomendamos que você envie suas sugestões somente para as mensagens que você estiver seguro sobre o seu significado. Note que você pode usar os links « First â€â€? Previous â€â€? Next â€â€? Last » para navegar as páginas que contém as mensagens, especialmente se você decidir pular alguma página. Quando você terminar de adicionar suas sugestões, não se esqueça de clicar no botão Save & Continue.

image8

Bem, o processo de tradução é mais ou menos isso! Espero que este artigo seja útil para todos aqueles interessados em nos ajudar! Gostaria de também agradecer o Luciano Pacheco, fonte de inspiração para este artigo! :)


Comments

comments powered by Disqus